Tv Correio do Cariri

Presidente da FAC aceita desafio de Carlos Batinga


"Se me chamarem, eu vou dar explicações diretamente na tribuna do parlamento", garante o diretor-presidente da instituição estadual que foi questionado por deputado oposicionista acerca de supostas irregularidades no pagamento de fornecedores de leite in-natura para programas alimentícios custeados pelo governo paraibano

O diretor-presidente da FAC (Fundação de Ação Comunitária), Lau Siqueira, ainda não recebeu nenhuma convocação da Assembleia Legislativa para depor sobre denúncias de irregularidades no Programa do Leite do Estado. Mas, se chamarem, ele disse que vai comparecer em plenário, espontaneamente.

O deputado estadual Carlos Batinga (PSC) quer que Lau compareça à AL para explicar o atraso de 70 dias no pagamento da 1ª quinzena do mês de dezembro aos produtores de leite e a redução do consumo de 120 mil litros diários para apenas 12 mil litros, atualmente.

RESPONSABILIDADE DE PAGAMENTO, AGORA, É DO GOVERNO FEDERAL

O presidente da FAC revelará aos parlamentares que o pagamento dos fornecedores de leite para o Estado passará a ser feito diretamente pelo Governo Federal, desde que foram confirmadas as irregularidades detectadas pelo relatório da Polícia Federal feito na instituição, referente a gestões passadas e anunciou que já está sendo feito o recadastramento de todos os beneficiários do Programa do Leite, no Estado.

Lau Siqueira explica também que o dinheiro do convênio da FAC com o Governo Federal só pode ser gasto com produtores locais, proprietários de pequenos rebanhos bovinos e caprinos, não sendo extensivo aos Estados vizinhos, como Pernambuco e Rio Grande do Norte, nem muito menos a empresas de grande porte, como Nestlé, Parmalat, etc.

DINHEIRO NÃO PODE SER USADO PARA SOCORRER FLAGELADOS DA SECA

Ele disse anda que tem R$ 20 milhões em caixa, nos cofres e contas bancárias da FAC, mas que estes recursos financeiros não podem ser usados para comprar leite em pó ou do tipo "longa vida" (em caixa, pasteurizado), mesmo em regime de urgência, como parte da cesta básica de socorro emergencial aos flagelados atingidos pela estiagem, no Sertão paraibano.

PROGRAMA “MEIO DE VIDA” DEIXOU ROMBO DE R$ 32 MILHÕES

Lau faz questão de lembrar que o Programa Empreender-PB substituiu antigos programas da FAC, como o extinto "Meio de Vida", "João de Barro", "Mutirão da Casa Própria", etc, que custeavam com cartas de crédito ao invés de dinheiro, a aquisição de instrumentos de trabalho para pescadores, agricultores e reforma de casas de taipa, troca de cobertura de palha por telhas de barro, paredes de alvenaria e outros materiais de construção.

Ele revelou que só o antigo programa "Meio de Vida" bancado pela Caixa Econômica Federal deixou um débito de R$ 32 milhões para a FAC, devido ao não ressarcimento de cobranças ocorrido em gestões anteriores.

FONTE: GIOVANNI MEIRELES
Presidente da FAC aceita desafio de Carlos Batinga Presidente da FAC aceita desafio de Carlos Batinga Reviewed by Chico Lobo on 12:44 Rating: 5

Nenhum comentário:

Espaço para interação entre os usuários e o Correio do Cariri. É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.

Não somos responsáveis pelo material divulgado pelos usuários.

Tecnologia do Blogger.