Tv Correio do Cariri

Sumé comemora 62 anos de Emancipação Política


No longínquo ano de 1762, as terras que hoje fazem parte do município de Sumé, pertenciam à fazenda de criação de gado do Sargento-mor Manuel Tavares de Lira, genro do Capitão-mor Domingos de Faria Castro, fundador de Cabaceiras. Foi na confluência do rio Sucuru com o riacho de São Tomé que, em 1903, Manoel Augusto de Araújo deu início ao povoado, nessa época ainda chamado de São Tomé.

A região era povoada pelos índios sucurus, do povo cariri, e na língua tupi Sumé se refere a um “personagem misterioso que pratica o bem e ensina a cultivar a terra”.

Sumé foi emancipada politicamente como cidade em 1º de abril de 1951. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2010 sua população era estimada em 17.908 habitantes. Área territorial de 864 km².

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005. Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

A cidade de Sumé possui a Escola Agrotécnica de Sumé, mantida com fundos exclusivos da Prefeitura Municipal de Sumé, situada no bairro Frei Damião, e inaugurada em 1998, atendendo ao ensino Fundamental Agrotécnico do 6° ao 9° ano. Destaca-se também o CDSA (Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido – Campus Sumé), pertencente à rede de campi da UFCG.

No aspecto religioso, Sumé é destaque na região do Cariri Paraibano, pela grande devoção dos católicos a Nossa Senhora da Conceição, que é a padroeira da cidade. A Paróquia Nossa Senhora da Conceição em Sumé tem como pároco o Padre Haroldo de Andrade Silva, sucessor do Padre Paulo Roberto de Oliveira, que esteve à frente da paróquia durante 49 anos, entre os anos 1960 e 2009.

Outras influências religiosas cristãs estão presentes em Sumé: Igreja Assembleia de Deus, Igreja Batista, Igreja Congregacional, Cristã do Brasil, Deus é Amor, Espiritismo, Candomblé, Maçonaria, Seicho-no-ie, etc.

Para comemorar a data, a prefeitura de Sumé realizou uma festa pública na noite deste domingo (31), na Praça José Américo, com um show da dupla Os Nonatos.
Sumé comemora 62 anos de Emancipação Política Sumé comemora 62 anos de Emancipação Política Reviewed by Chico Lobo on 14:40 Rating: 5

Nenhum comentário:

Espaço para interação entre os usuários e o Correio do Cariri. É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.

Não somos responsáveis pelo material divulgado pelos usuários.

Tecnologia do Blogger.