Tv Correio do Cariri

Violência: A cada 30 horas uma mulher é estuprada na Paraíba


Em um ano, houve 289 notificações de estupro na Paraíba, um caso a cada 30 horas. Os dados foram do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) que registrou 31 casos de violência sexual contra mulheres até março deste ano.

A última vítima foi a adolescente de 17 anos que mora em Santa Rita. Ela foi abordada por cinco homens na saída de escola. A jovem foi levada para um matagal e estuprada pelo grupo. Já o IPC ainda apura se Fernanda Ellen foi estuprada por Jefferson Luis.

Estudantes temem segurança ao redor de escolas. Mesmo quem mora no bairro de Tibiri II sofre com a insegurança. “A gente vê poucas vezes a polícia passando por aqui. Falta policiamento. Eu mesmo quando venho para o ensaio da banda marcial e volto tarde, umas 22h, fico com medo porque já fui assaltado várias vezes na minha rua que fica uns 500 metros da minha escola”, disse um estudante de 16 anos, que cursa a 1ª série do Ensino Médio.

Se aqueles que moram e estudam no Tibiri II temem pela segurança, quem reside em outros bairros a situação ainda é pior. “Moro no Eitel Santiago. Quando não tenho passagem de ônibus, eu e minha amiga voltamos a pé para casa. Mesmo com medo a gente vai. Quando se aproxima carro ou moto a gente corre”, contou a estudante de 14 anos da 1ª série do Ensino Médio.

O 7º BPM diz que reforçou segurança. O subtenente Jorge Fernandes, relações públicas do 7º Batalhão de Polícia Militar, informou que há 15 dias o Batalhão intensificou o policiamento nos bairros, mas que na próxima semana uma parceria com o Conselho Tutelar, a Secretaria de Educação da cidade e a Polícia Civil, aumentará rondas no entorno das escolas.

“A priori serão as escolas onde há maior presença de estudantes envolvidos em drogas e vítimas da violência. Os bairros mais críticos são Marco Moura e Alto das Populares”, disse. Há 15 dias foram iniciadas visitas nas escolas, seguindo o mesmo modo de trabalho da patrulha escolar. Os relatórios elaborados com o cenário visto nas instituições serão encaminhados, ainda este mês, para o Ministério Público.
com PC
Violência: A cada 30 horas uma mulher é estuprada na Paraíba Violência: A cada 30 horas uma mulher é estuprada na Paraíba Reviewed by Chico Lobo on 14:41 Rating: 5

Nenhum comentário:

Espaço para interação entre os usuários e o Correio do Cariri. É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.

Não somos responsáveis pelo material divulgado pelos usuários.

Tecnologia do Blogger.