Tv Correio do Cariri

Deficiente de Taperoá estuprada pelo Padrasto dá à luz a uma menina


A taperoaense Maria Graziela, de 30 anos, uma das mulheres portadoras de necessidades especiais que engravidou após ser estuprada pelo padrasto, Willamy Rogers Sampaio Bezerra, de 39, deu à luz a uma menina de pouco mais de 1kg por volta das 13h desta sexta-feira, 10. A gravidez estava em seu sétimo mês e pelas condições físicas da gestante, que tem microcefalia, familiares e médicos estavam apreensivos.

O nascimento da criança ocorreu no Hospital Clipsi, localizado no centro de Campina Grande, e logo após o parto mãe e filha foram encaminhadas para a UTI – Unidade de Tratamento Intensivo, mas mesmo assim, o estado de saúde delas é estável.

O caso de abuso sexual, que chocou todo o estado da Paraíba, contra Graziela e a irmã, Rita de Cássia, 37 anos, veio à tona no começo do mês passado depois que foram atendidas por equipe médica do Hospital Geral de Taperoá. Elas sofrem de doença degenerativa e quem já as viu diz que elas têm o tamanho de um bebê.

Para surpresa de todos, o acusado é o companheiro da mãe delas, Willamy Rogers, que desde que foi descoberto o crime está detido na Cadeia Pública de Taperoá à disposição da Justiça.

No final de abril, a juíza Maria Carmem Heráclio Rêgo Freire, tirou a guarda da mãe das vítimas, Maria José Cardoso, e elas foram levadas para a cidade de Sumé, onde mora a irmã, Ludmila Cardoso, que passou a ser responsável pelas duas.
(Taperoá em Foco com Jandro Gomes)
Deficiente de Taperoá estuprada pelo Padrasto dá à luz a uma menina Deficiente de Taperoá estuprada pelo Padrasto dá à luz a uma menina Reviewed by Chico Lobo on 07:33 Rating: 5

Nenhum comentário:

Espaço para interação entre os usuários e o Correio do Cariri. É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.

Não somos responsáveis pelo material divulgado pelos usuários.

Tecnologia do Blogger.