Tv Correio do Cariri

Justiça condena ex-secretário que fez saques ilegais do Bolsa Família na PB


Cinco beneficiárias foram lesadas, de acordo com a sentença. 
Decisão ainda cabe recurso.
O ex-secretário de Ação Social de Brejo do Cruz, Sertão paraibano, Alderi Lima, foi condenado pela Justiça Federal a seis anos de reclusão sob a acusação de ter feito saques indevidos de cinco beneficiárias do Bolsa Família, programa desenvolvido pelo governo federal. A sentença foi publicada nesta segunda-feira (27) e foi proferida pelo juiz Cláudio Girão Barreto, da 8ª Vara Federal. Ainda cabe recurso da decisão.


De acordo com a denúncia, o ex-secretário efetuou diversos saques em uma unidade da Caixa Econômica Federal e causou prejuízos não apenas às beneficiárias do Bolsa Família, mas também à agência bancária, que teve que devolver todo o dinheiro que foi sacado de maneira irregular, um valor total de R$ 3.565.

Ainda de acordo com o texto da sentença, os saques feitos irregularmente pelo ex-secretário foram descobertos quando uma das beneficiárias prejudicadas procurou uma agência da Caixa Econômica Federal na cidade de Caicó, Rio Grande do Norte, a mais próxima de Brejo do Cruz, e recebeu a informação de que o benefício já vinha sendo sacado há vários meses.

O circuito interno da agência bancária ajudou a identificar o acusado. Além disso, ele teria confessado o crime, tendo afirmado que teve acesso aos cartões por intermédio de um carteiro novato na cidade, cujo nome desconhecia, que, ao não conseguir encontrar o endereço de alguns beneficiários, entregou-lhe os cartões por ser o secretário da Ação Social da cidade.

O acusado confirmou a denúncia e disse que ele é que procurou o Ministério Público para contar os saques feitos. Ele disse ainda que decidiu ir até o Ministério Público após ser procurado por uma senhora que o identificou nas imagens do circuito da agência da Caixa Econômica Federal de Caicó.

Alderi Lima afirmou que só teve a intenção de devolver os valores aos beneficiários após conhecer uma das vítimas. Ao ser indagado pelo juiz sobre o motivo de ter feito os saques, o ex-secretário disse que “foi um momento de loucura” e que “até hoje se pergunta”. Ele declarou ainda que “talvez estivesse precisando de dinheiro”.

O ex-secretário de Ação Social de Brejo do Cruz afirmou ainda que nos envelopes com os cartões havia a senha dos usuários e que teve acesso apenas aos cartões dessas beneficiárias.
Justiça condena ex-secretário que fez saques ilegais do Bolsa Família na PB Justiça condena ex-secretário que fez saques ilegais do Bolsa Família na PB Reviewed by Raíza on 13:40 Rating: 5

Nenhum comentário:

Espaço para interação entre os usuários e o Correio do Cariri. É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.

Não somos responsáveis pelo material divulgado pelos usuários.

Tecnologia do Blogger.