Tv Correio do Cariri

No Brasil, o absurdo adquiriu uma admirável naturalidade. O excesso de inusitado faz do brasileiro um ser que se espanta cada vez menos.

O país suprimiu dos seus hábitos o ponto de exclamação. Sob essa atmosfera de generalizado torpor, a turma de Brasília sente-se à vontade para torrar a verba pública como se fosse dinheiro grátis.

Veja-se, por exemplo, a penúltima do Senado, pelo jornal Folha de São Paulo: Renan Calheiros (PMDB-AL) dispõe na residência oficial de presidente do Senado de um mordomo e dois garçons.

Foram nomeados por atos secretos. Espanto! O mordomo, Francisco Joarez Cordeiro Gomes, recebeu R$ 18,2 mil em março.

Os garçons, Francisco Hermínio de Andrade e Djalma da Silva Lima, beliscaram R$ 10,7 mil e R$ 11,6 mil, respectivamente. Estupefação!!!

No gabinete de Renan e no plenário do Senado os salários dos garçons são mais modestos. Ali, variam de R$ 7,2 mil a R$ 14.6 mil.

Os senadores, que se espantam menos do que os eleitores, já nem se dão conta do absurdo que os rodeia.

Reviewed by Raíza on 18:55 Rating: 5

Nenhum comentário:

Espaço para interação entre os usuários e o Correio do Cariri. É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.

Não somos responsáveis pelo material divulgado pelos usuários.

Tecnologia do Blogger.