Tv Correio do Cariri

Site da Comissão da Verdade disponibiliza arquivo digitalizado do Dops

O governador Ricardo Coutinho lançou, na manhã desta quarta-feira (10), o site da Comissão Estadual da Verdade e da Preservação da Memória da Paraíba, que já está no ar com as fichas individuais do Departamento de Ordem Política e Social (Dops) dos paraibanos investigados na época da ditadura militar. A Paraíba é o terceiro estado do país a abrir para a população os arquivos do Dops. 
A solenidade de lançamento do site www.cev.pb.gov.br aconteceu no salão nobre do Palácio da Redenção com as presenças do reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Rangel Júnior; do presidente da Codata, George Henriques; do presidente da Comissão da Verdade na Paraíba, professor Paulo Giovani Nunes; do membro da Comissão Waldir Porfírio, que apresentou o site que disponibiliza vídeos, áudios, fotografias e outros documentos digitalizados, links com os acordos de cooperação firmados e espaço para pessoas queiram colaborar com o trabalho da comissão. 
O governador Ricardo Coutinho ressaltou a importância da comissão e do site para construir algumas pontes entre o passado e o futuro e levantar fatos que estavam adormecidos. Ele destacou que o site será um canal de comunicação direto da sociedade com a Comissão da Verdade. “A Comissão da Verdade está criando os instrumentos necessários para resgatar uma parte da história que ficou submersa e que é preciso descobrir, divulgar não para fazer vingança, mas para que isso jamais se repita. Até porque a democracia, se ainda não produz os efeitos esperados, precisa ser trabalhada para gerar mais e melhores resultados para a sociedade”, afirmou.  
O membro da Comissão da Verdade, Waldir Porfírio, destacou que uma das novidades será a transmissão ao vivo, por meio do site, das audiências públicas. A próxima audiência será no dia 15 de julho sobre as Ligas Camponesas, em Sapé, com a participação do ex-deputado Assis Lemos, então secretário das Ligas Camponesas, Antônio Dantas, da líder camponesa Elisabete Teixeira e da advogada das Ligas, Ofélia Amorim, entre outras lideranças da época.   
O presidente da Comissão da Verdade, professor Paulo Giovanni, disse que nestes 4 meses de instalação da comissão os principais avanços foram a assinatura de termos de cooperação com entidades que possuem documentos de pessoas que foram perseguidas pela ditadura militar.      
Paulo Giovanni citou acordos como a Cooperação com a Comissão Nacional da Anistia, que possui 62 mil processos de pessoas que pediram indenização com respectivas documentações e com o Arquivo Público de Pernambuco e do Rio de Janeiro com documentos sobre paraibanos perseguidos.  “Estes documentos já foram solicitados e servirão como base de estudo dos membros da comissão e dos dez grupos de trabalho formados por pesquisadores e alunos de mestrados e graduação”.  
Grupos de Trabalho -  Os dez grupos de trabalho são: mortos e desaparecidos, mapa da tortura, a bomba estourada no cine, cassação de mandatos, demissão de servidores, ditadura e gênero, estrutura de repressão, intervenção nos sindicatos, perseguição ao setor educacional e repressão aos camponeses. Diversos voluntários colaboram com as pesquisas desenvolvidas pelos grupos. 
A Comissão -  A Comissão Estadual da Verdade e da Preservação da Memória, instalada no dia 11 de março deste ano, se reúne quinzenalmente na Casa Civil, 7º andar do antigo prédio do Paraiban, Avenida Epitácio Pessoa, em João Pessoa. A Comissão foi criada pelo governador Ricardo Coutinho por meio do Decreto nº 33.426/12 e tem a missão de investigar crimes de violação dos direitos humanos praticados por agentes públicos contra paraibanos, durante o período da ditadura militar. 
Integrantes – A Comissão Estadual da Verdade e da Preservação da Memória é constituída por sete membros: Paulo Giovani Antonio Nunes, (presidente); João Manoel de Carvalho; Irene Marinheiro; Lúcia Guerra de Fátima Ferreira; Iranice Gonçalves Muniz; Fábio Fernando Barbosa de Freitas e Waldir Porfírio. Nomeados pelo governador Ricardo Coutinho, os integrantes têm mandato de dois anos.

Site da Comissão da Verdade disponibiliza arquivo digitalizado do Dops Site da Comissão da Verdade disponibiliza arquivo digitalizado do Dops Reviewed by Hugo Freitas on 22:08 Rating: 5

Nenhum comentário:

Espaço para interação entre os usuários e o Correio do Cariri. É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.

Não somos responsáveis pelo material divulgado pelos usuários.

Tecnologia do Blogger.