Tv Correio do Cariri

Prefeitura de Campina Grande promove evento de ação social em comemoração ao aniversário da Lei Maria da Penha

A política pública municipal desenvolvida pela Prefeitura de Campina Grande tem contribuído para a diminuição de mortes de mulheres em decorrência de violência doméstica. A afirmação é da coordenadora Municipal de Políticas Públicas das Mulheres, Maria Marly Castelo Branco de Melo, durante a realização da comemoração do sétimo aniversário da Lei Maria da Penha. O evento aconteceu na Praça da Bandeira, com o desenvolvimento de atividades culturais, cidadania, saúde e assistência social. 
“De fato, em Campina Grande, tem diminuído o número de mulheres mortas devido à violência no âmbito doméstico. Entre 2011 e 2012, oitos mulheres foram assassinadas no próprio seio doméstico. Neste ano de 2013, até agora tivemos o registro de uma vítima”, informou. 
Ela ainda garantiu que a queda do número de mulheres mortas devido a esta forma de violência é fruto da política pública do Município em prol do segmento feminino, numa ação integrada entre a PMCG, Delegacia das Mulheres, Poder Judiciário (Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher) e outros entes públicos. Ressaltou, ainda, o trabalho da Secretaria Municipal de Saúde, que, através das equipes do PSF, dá atenção especial às mulheres vítimas de violência. 
Quanto à Lei Maria da Penha, Marly afirmou que ela representa um “marco fundamental na luta contra a violência praticada em relação às mulheres no Brasil”. Por sua vez, a secretária executiva da Saúde, Eudésia Damasceno, entende que o “momento é de comemoração, mas, sobretudo, de muita reflexão por parte da sociedade, ponderando ser a violência contra a mulher algo inaceitável, devendo haver uma mudança de cultura e a conscientização de que toda esta luta começa em casa”.
Em relação às ações desenvolvidas pelo Município, ela frisou que a PMCG mantém uma Casa Abrigo, onde atualmente seis mulheres encontram-se protegidas. A unidade tem capacidade para abrigar até doze mulheres, que podem permanecer no local entre três a seis meses, recebendo assistência psicológica, social e jurídica, além de serem contempladas com cursos de artesanato, de couro, produção de artigos como detergentes e amaciantes e muitos outros. Elas recebem alimentação, proteção e apoio à saúde. Este ano, 82 mulheres receberam atendimento no Centro da Mulher, sendo que 22 foram encaminhadas à Casa Abrigo. 
Por sua vez, o representante do prefeito Romero Rodrigues, Tovar Correia Lima, afirmou que a meta da PMCG ao promover mais um evento público é “despertar a sociedade campinense para o problema da violência doméstica, estimulando cada cidadão a dar a sua contribuição para que se avance, cada vez mais, a luta pela valorização da cidadania em geral, especialmente do segmento feminino”. 
Por conta da integração entre os diferentes órgãos, instituições e entes administrativos, o evento no centro contou com a presença de equipes da Secretaria de Saúde; Banda de Pífanos do Centro Municipal de Convivência do Idoso (“Cantores da Colina”); Governo do Estado; institutos de beleza; Filarmônica Epitácio Pessoa; Grupo de Teatro Bodega; Coordenadoria das Políticas Públicas para as Mulheres; Centro de Referência da Mulher e Casa Abrigo. 
Quem passou pela Praça da Bandeira foi beneficiado com testes para verificação de Hepatite B e C, HIV e Sífilis. Também aconteceu a distribuição de cartilhas, cartazes, camisetas e outros meios destinados à conscientização da sociedade. Aconteceram, ainda, ações e atividades de embelezamento, a exemplo do corte de cabelo. 
Na tarde desta quarta-feira ainda haverá, a partir das 16h, a Caminhada da Paz. A concentração será na Praça da Bandeira e os manifestantes vão se deslocar até o Centro de Referência da Mulher visando protestar e alertar a sociedade contra todas as formas de violência doméstica. 
A coordenação do evento ainda informou que a população pode acionar as autoridades sobre casos de violência mediante o uso fones 180, 190 e 197. Na visão dos coordenadores, “em briga de marido e mulher é preciso meter a colher” e, para tanto, o Centro de Referência Municipal estará de portas abertas para quem precisar de apoio, bastando comparecer à Rua João Alves de Lira, 354, na Prata.
Prefeitura de Campina Grande promove evento de ação social em comemoração ao aniversário da Lei Maria da Penha Prefeitura de Campina Grande promove evento de ação social em comemoração ao aniversário da Lei Maria da Penha Reviewed by Raíza on 22:58 Rating: 5

Nenhum comentário:

Espaço para interação entre os usuários e o Correio do Cariri. É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.

Não somos responsáveis pelo material divulgado pelos usuários.

Tecnologia do Blogger.