Tv Correio do Cariri

II Fórum Nordeste 2030 discute potencialidades e fragilidades da região



O II Fórum Nordeste 2030 – Visão Estratégica de Longo Prazo atingiu seus objetivos, segundo avaliação feita pelo superintendente da Sudene, Luiz Gonzaga Paes Landim, durante o encerramento do evento, no final da tarde desta sexta-feira (11), em João Pessoa, no Hotel Cabo Branco Atlântico. “O objetivo primordial do Fórum foi provocar reflexão porque é urgente pensar a questão regional, repactuar a federação, é urgente discutir temas para que a coesão social do país seja mantida”, declarou Paes. A abertura dos trabalhos, pela manhã, contou com a participação governador Ricardo Coutinho.

O superintendente da Sudene anunciou que a estatal publicará os anais do que foi discutido em João Pessoa, os quais servirão de ferramentas para aprofundar os debates, a reflexão e iniciar de maneira mais concreta o movimento com as universidades, os estudantes, com as federações das indústrias, do comércio, da agricultura, entre outros setores. “Precisamos reanimar o pensamento do paraibano Celso Furtado, que há 50 anos, com o seu discurso, sua inteligência, impôs ao país o Nordeste para que as coisas aqui começassem a mudar. Então está na hora de uma nova reflexão e ação”, destacou Paes Landim. E agradeceu ao Governo da Paraíba pela infraestrutura para a realização do fórum.
O secretário de Estado do Planejamento e Gestão, Gustavo Nogueira, ressaltou que foi muito importante para a Paraíba sediar o Fórum. “A Sudene trouxe temas que refletem, que aquecem a discussão das potencialidades do Nordeste e também das fragilidades que precisam ser superadas, portanto o fórum foi revestido de êxito com palestrantes de renome nacional”, avaliou.

Na tarde desta sexta-feira o tema ‘Nordeste Molhado: A Amazônia Azul e o Desenvolvimento do Nordeste’ foi apresentado pelo secretário da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (CIRM), o contra-almirante Marcos Silva Rodrigues. Na sequência o economista do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Fabiano Bastos abordou o tema ‘Nordeste 2030 – Perspectiva para o Desenvolvimento do Nordeste’. O especialista em planejamento estratégico, José Queiroz de Oliveira, da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), proferiu a palestra ‘Mercodeste – Um Mercado Comum para o Nordeste’. De acordo com Queiroz, somente com a união, a integração política e econômica do Nordeste a região se fortalecerá e crescerá de forma sustentável.

‘Águas Subterrâneas: Suporte para uma Revolução Agrícola no Nordeste’ foi o tema apresentado pelo professor Waldir Duarte Costa Filho, um dos pioneiros no Brasil a usar esse método.
O II Fórum Nordeste 2030 – Visão Estratégica de Longo Prazo foi encerrado com a apresentação do poeta repentista Oliveira de Panelas.
II Fórum Nordeste 2030 discute potencialidades e fragilidades da região II Fórum Nordeste 2030 discute potencialidades e fragilidades da região Reviewed by andre luiz on 09:35 Rating: 5

Nenhum comentário:

Espaço para interação entre os usuários e o Correio do Cariri. É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.

Não somos responsáveis pelo material divulgado pelos usuários.

Tecnologia do Blogger.