Tv Correio do Cariri

Estudo aponta que Nordeste pode ter novo surto de Zika em 2017

Estudo elaborado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos aponta que o Nordeste brasileiro pode sofrer com um novo surto de Zika de grandes proporções ao longo de 2017. O Zika já foi considerado uma emergência global pela Organização Mundial de Saúde (OMS), após o nascimento de milhares de crianças com microcefalia desde meados de 2015, com destaque para a Região Nordeste.

“Havia uma percepção de que a maioria da população estaria imune ao vírus após o primeiro surto, mas agora isso caiu por terra. Devemos acender o alerta”, disse o membro do Comitê Técnico de Arboviroses do Ministério da Saúde, Carlos Brito, em entrevista à BBC Brasil.

Segundo as primeiras pesquisas, o vírus Zika terá capacidade de afetar cerca de 80% das pessoas, o que levou a ponderação de que parte da população estaria imune ao vírus. “Aquele estudo tinha muitas lacunas de metodologia e de amostra. Com base na nossa observação cotidiana dos casos já percebíamos que aqueles dados não eram coerentes”, destacou o médico. Os novos dados apontam que cerca de 49% de uma determinada população é afetada em um primeiro contato.

“Esse resultado significa que metade da população entrou em contato com o vírus e a outra metade ainda está exposta. O medo agora é que em 2017 ou 2018 possamos ter um retorno da doença para esses 50% que ainda não foram atingidos”, afirma Brito.

“E ainda não temos evidências concretas de que as pessoas que já foram infectadas ficam realmente imunes. É o que geralmente acontece com as arboviroses (doenças transmitidas por mosquitos), mas ainda não há certeza no caso do Zika”, completou.

Fonte:Brasil 247
Estudo aponta que Nordeste pode ter novo surto de Zika em 2017 Estudo aponta que Nordeste pode ter novo surto de Zika em 2017 Reviewed by Hugo Freitas on 11:45 Rating: 5

Nenhum comentário:

Espaço para interação entre os usuários e o Correio do Cariri. É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.

Não somos responsáveis pelo material divulgado pelos usuários.

Tecnologia do Blogger.