Tv Correio do Cariri

Feriadão será agitado com muito rock e cultura no Espaço Mundo, em JP

O Centro Cultural Espaço Mundo preparou uma programação intensa que começa nesta sexta (11) e vai até o feriado de Proclamação da República, na terça (15), com shows de bandas independentes emergentes e já consagradas, como a paulista Leptospirose, a paraibana Zefirina Bomba e as revelações Deb And The Mentals (SP) e The Shorts (PR), além da Catavento (RS) e das nordestinas Vamoz! (PE), Koogu (RN), Mayash (AL) e Old Books Room (CE). Confira programação abaixo.

Sexta Indie e Experimental

Nesta sexta (11), a partir das 21h dentro do projeto “Quanto Vale o Show?”, se apresentam as bandas The Shorts (PR) e Koogu (RN).

Talvez a banda mais interessante surgida no último ano em Curitiba, a The Shorts é rock alternativo com pitadas de noise, guitar, shoegaze, soul e girl power. Idealizada pela vocalista Natasha Durski e a baixista Andreza Michel, a banda conta também com Babi Age na bateria, Taís D'Albuquerque e Daniel K. assumindo as guitarras.

O trio potiguar de música instrumental Koogu foi criado no final de 2014 por Henrique Geladeira, Gustavo Rocha e Daniel Garça. Em 2015 o grupo lançou seu primeiro trabalho, o aclamado EP "À Espera da Shuva", com faixas que misturam jazz, psicodelia e muito acid rock.

Sábado pauleira

Já no sábado, é a vez do hardcore invadir o Espaço Mundo: sobem ao palco as bandas Leptospirose (SP), Vamoz (PE) e a prata da casa Zefirina Bomba. Os ingressos podem ser adquiridos diretamente na bilheteria do local a partir das 21h e custam apenas R$10,00 (meia).

Conjunto de rock pauleira com quinze​​​​​​​​ anos de atividade e alguns pares de mega hits com aproximadamente 60 segundos de duração cada, a Leptospirose é uma das bandas mais divertidas e carismáticas do país, sempre com shows energéticos que transbordam hardcore, punk e grind. Formada em 2001 em Bragança Paulista (SP), por Quique Brown (guitarra e vocal), João Velhote (baixo e vocal) e Serginho (bateria), a banda já tocou por todo o país, fez duas turnês pela Argentina e Uruguai e uma turnê na Europa que culminou em um acidente automobilístico que inspirou o livro “Guitarra e Ossos Quebrados” escrito por Quique Brown e o documentário “Breaking Brazilian Bones In Europe Tour”, dirigido por Binho Miranda e Rogério Araújo. 

“É uma banda da Paraíba que usa um violão todo fudido e faz um barulho desgraçado!" deve ser a frase mais famosa usada para definir a Zefirina Bomba. O grupo se formou em 2003 e passou um longo período morando em São Paulo, quando conseguiu grande exposição midiática, no auge do independente brasileiro na MTV e na Trama Virtual. Com 1 demo, 3 discos e um EP lançados, a Zefirina Bomba é uma banda experiente que consegue mesclar elementos do punk/hardcore, da poesia marginal e da cultura nordestina, tendo em seu currículo turnês nacionais e internacionais pela Europa, EUA e América Latina. Agora a banda se prepara para o lançamento de um compacto em vinil pela Lombra Records (DF).

Para completar a noite, diretamente de Recife, vem a Vamoz! com seu rock duro. Formada em 2003, a banda tem fortes influências do grunge e das décadas de 60 e 90. Da formação original se mantém Marcelo Gomão (voz e guitarra) e Pedrinho Pacheco (bateria) e hoje conta com Djalma Rodriguez (Amp) no baixo e voz. Em 2015, lançaram o mais recente trabalho da banda, o single “Worried Man”.

Segunda Cearense

Estabelecendo um intercâmbio entre a Paraíba e o Ceará, a segunda-feira é reservada para o grupo Old Books Room mostrar seu som ao público paraibano através do projeto “Quanto Vale o Show?” a partir das 21h. A banda de rock alternativo foi formada em Fortaleza em 2011 e faz um som com influências de Indie Rock, Grunge e Shoegaze/Dream Pop. Lançou dois trabalhos, em 2014 Songs About Days e em 2015 The Last Angry Boys in Town.

Terça Insana

Fechando a agenda do feriadão, na terça, 15 de novembro, a partir das 18h, o projeto “Quanto Vale o Show?” recebe as bandas Deb and The Mentals (SP), Catavento (RS) e Mayash (AL).

Deb and The Mentals é uma banda de rock-sem-frescura formada por nomes já conhecidos da cena independente paulistana e nacional: Deborah Babilônia (vocal), Stanislaw Tchaick (baixo), Guilherme Hipólitho (guitarra) e Giuliano Di Martino (bateria) fazem um som com variadas influências, que vão do grunge à nova onda garage, marcado pelo vocal visceral de Deborah. Depois do EP Feel The Mantra (2015), de muita estrada e muitos shows, o grupo está com trabalho novo, gravado mais uma vez no estúdio Costella e masterizado por Justin Schturtz, do lendário estúdio Sterling Sound, em NY; o registro deve chegar às plataformas digitais no começo de 2017 e a banda garante: mais sujo que nunca.

No sossego das redes do litoral norte ao mormaço do sertão alagoano se moldam as texturas sonoras e visuais da Mayash, que já lançou Naim, o primeiro CD do quarteto formado por Filipe Jere, Lucas Mello, Max Cavalcanti e Igor Sandes, além do EP Madnesscent em 2015.

Já da fria e industrial Caxias do Sul, na serra gaúcha, vem a Catavento, formada em 2012, tendo lançado “Lost Youth Against The Rush” (2014), que rendeu menções em listas de melhores álbuns do ano, firmando seu nome entre as bandas da nova cena psicodélica brasileira, e “CHA” (2016), cujo som é uma espécie de fusão entre a psicodelia melódica e reverberante, com as distorções sujas e barulhentas vindas do garage e do noise rock - “...quase como um filhote de Os Mutantes com Sonic Youth” descreve Pedro Antunes pro jornal Estadão de São Paulo. 

Fonte:Portal Correio
Feriadão será agitado com muito rock e cultura no Espaço Mundo, em JP Feriadão será agitado com muito rock e cultura no Espaço Mundo, em JP Reviewed by Hugo Freitas on 12:45 Rating: 5

Nenhum comentário:

Espaço para interação entre os usuários e o Correio do Cariri. É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.

Não somos responsáveis pelo material divulgado pelos usuários.

Tecnologia do Blogger.