Tv Correio do Cariri

Policial militar atira na ex-namorada e foge.



Uma enfermeira, de 31 anos, conheceu o policial militar, de 42, logo depois de ele descobrir que estava com câncer. O casal decidiu morar junto para enfrentar a doença. Foram seis meses de relacionamento. Logo após a cura, começaram as discussões, como conta a mãe da vítima, Lucimar Bard.
— Ela comentou comigo que ele tinha apontado arma para ela, que ele tinha dado um tapa no rosto dela dentro do carro. Isso foi amedrontando ela.
Diante das constantes ameaças, a enfermeira terminou a relação. Uma semana depois, voltou à casa da ex-namorada para pegar uma mala. Foi quando a enteada, de três anos, fez uma revelação, segundo Lucimar.
— Minha neta sai na rua e falou: "Eu não gosto mais dele, porque passou a mão em mim". E falou nas partes íntimas. Minha filha falou assim: "Se isso aconteceu, vou na delegacia. Aí ele foi embora.
Cinco minutos depois, o policial voltou à casa da enfermeira e os dois começaram a discutir. Bastante exaltado, ele tentou impedir que ela fosse ao Distrito Policial. Mas ela estava decidida a registrar queixa. Nesse momento, ele sacou a arma e atirou.
Um dos tiros atravessou a bolsa e atingiu o peito da ex-namorada. O outro disparo acertou o braço da vítima. A família registrou boletim de ocorrência, mas o PM continua foragido.
Policial militar atira na ex-namorada e foge. Policial militar atira na ex-namorada e foge. Reviewed by Raíza on 09:09 Rating: 5

Nenhum comentário:

Espaço para interação entre os usuários e o Correio do Cariri. É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.

Não somos responsáveis pelo material divulgado pelos usuários.

Tecnologia do Blogger.